Linkedin Sapo Vídeos

 
Home | Notas
 
Equipa do IHC
Maria Fernanda Rollo (Coord.)
Tereza Campos
Ana Paula Pires
João Tavares
Paula Meireles
Maria Inês Queiroz
Maria Alexandre Dáskalos
Diana Nascimento
Sandra Araújo
Mafalda Vieira

Companhia Portuguesa Rádio Marconi (1925-2002)
Com origem na britânica Marconi’s Wireless Telegraph Company, a Companhia Portuguesa Rádio Marconi (CPRM) foi fundada em 18 de Julho de 1925 na sequência do contrato de concessão celebrado entre a empresa britânica e o Governo português em 1922. Já antes, em 1912, a Marconi’s Wireless tinha contratado com o mesmo governo o estabelecimento e exploração da telegrafia sem fios (TSF) em vários pontos do continente, nos Açores, na Madeira e na ilha de S. Vicente em Cabo Verde. Porém, nada se concretizou, por falta de cumprimento do próprio Governo que foi incapaz de concluir os edifícios necessários à montagem das estações no prazo previamente estabelecido no acordo. O contrato celebrado em 1922 – muito mais abrangente do que o de 1912, pois alargava a exploração da TSF a todo o império colonial – também sofreu alguns percalços que foram ditando o adiamento sucessivo da sua concretização prática até 1926. A partir de então, ao longo de oito décadas, a CPRM assegurou o alargamento das telecomunicações portuguesas com o resto do mundo, contratando com diversas companhias de cabos submarinos, introduzindo novas tecnologias e facilitando as comunicações intercontinentais. Até 1966, o capital accionista maioritário da CPRM foi detido pela empresa inglesa, passando nessa data, na sua maior parte, para o Estado português, altura em que foi também renovada a sua concessão. A CPRM foi integrada na Portugal Telecom (PT) em 1995, passando esta a deter 100% do seu capital. Mais tarde, em 30 de Dezembro de 2002, a CPRM acabou por ser incorporada por fusão na PT.

Presidentes e administradores da CPRM

João Júdice de Vasconcelos

Administrador Delegado

1925-1937

António Centeno

Presidente

1925-1938

Alfredo de Queiroz Ribeiro Vaz Pinto

Administrador Delegado pelo Governo

1937-1943

Carlos Augusto Pereira

Presidente

1938-1940

Álvaro Miranda Pinto de Vasconcelos

Presidente

1940- 1943

Alfredo de Queiroz Ribeiro Vaz Pinto

Presidente

1943-1968

Manuel de Atayde Pinto de Mascarenhas

Presidente

1968-1974

Francisco Luís Murteira Nabo

Presidente

1976-1982

Miguel António Igrejas Horta e Costa

Presidente

1982-1984

Henrique Oliveira Constantino

Presidente

1984-1988

Gonçalo Manuel Bourbon Sequeira Braga

Presidente

1988-1994

João Manuel de Mello Franco

Presidente

1994-1995

Alexandre Ulrich Kühl de Oliveira

Presidente

1995-1996

Norberto Veiga de Sousa Fernandes

Presidente

1996- 1998

Norberto Veiga de Sousa Fernandes

P.C.E.

1998-2000

Francisco Luís Murteira Nabo

Presidente

1998-2002

Jorge Aníbal Metello de Nápoles

P.C.E.

2000-2002

Marconi’s Wireless Telegraph Company
Empresa descendente da Wireless Telegraph and Signal Company, fundada, em 1897, por Giugliemo Marconi, mudando para a nova designação em 1900. Tendo sido aberto, em 1909, o primeiro serviço radiotelegráfico transatlântico a cargo da empresa, planeava-se já, em 1910, a ligação de todo o império britânico por TSF – o que veio a acontecer em 1927, com a introdução das ondas-curtas. O impacto concorrencial sobre as companhias de cabos submarinos desenvolveu a necessidade de associar um meio de comunicação ao outro.
Em 1929, a Imperial and International Communications concretizou essa necessidade ao associar a Marconi’s Wireless ao grupo de companhias existentes. Em Portugal, esta companhia celebrou contrato com o governo para estabelecimento de uma rede radiotelegráfica em 1922 e em 1925 constituiu-se, com a sua participação, a Companhia Portuguesa Rádio Marconi (CPRM). A maioria dos títulos accionistas da Marconi Wireless passou para a Cable and Wireless (Holding) Limited (C&W) quando esta se constituiu em 1934, à imagem das restantes companhias aí incluídas. Terminada a II Guerra Mundial, em fins de 1945, o governo britânico anunciou a intenção de nacionalizar a Cable and Wireless, decisão que teve, em Portugal, alguns reflexos de apreensão. Face à redefinição da sua posição, passando a Marconi’s Wireless de participante accionista da C&W a obrigacionista do Estado britânico, também a CPRM veria transferida parte dos seus interesses para o domínio do governo inglês.

Administração Geral dos Correios e Telégrafos (1911-1937)
Nascida logo após a implantação da República, a Administração-Geral dos Correios e Telégrafos foi constituída a 24 de Maio de 1911, sendo dotada de autonomia administrativa. Em 1919 sofreu reorganizações profundas, dividindo a operacionalidade dos serviços de correios, telegráficos e telefónicos. Foi em 1928, com esta Administração Geral, que se celebraram os primeiros contratos com a Espanha para o serviço telefónico entre os dois países. Já em 1933 esta Administração integrou nas suas competências administrativas a Direcção dos Serviços Radioeléctricos, preparando ainda a instalação e exploração de estações nacionais de radiodifusão, de que veio a fazer parte a Emissora Nacional de Radiodifusão. Esta evolução vinha na sequência de determinações anteriores, onde se previa que todos os serviços de radiodifusão e radiocomunicações se incluíssem nesta Administração-Geral. Em Julho de 1937 os serviços de correios, telégrafos e telefones foram reorganizados, passando a ter como nova designação Administração Geral dos Correios, Telégrafos e Telefones.

Casa da Balança
A Casa da Balança, onde se encontrava o Arsenal da Marinha, constituiu a sede embrionária da rede radiotelegráfica deste sector militar e nela funcionou a primeira estação portuguesa Marconi. A estação entrou ao serviço do Ministério da Marinha a 16 de Fevereiro de 1910, ao mesmo tempo que foram equipados com aparelhos do mesmo sistema os cruzadores D. Carlos, S. Gabriel, S. Rafael e Adamastor, estabelecendo-se deste modo as comunicações entre navios e costa. Em 1913 o posto abriu ao serviço marítimo. A estação foi encerrada em 1920, em sequência da inauguração do novo posto radiotelegráfico da Majoria General da Armada.

Voltar    Imprimir Topo 
Programa Operacional da Cultura Copyright © 2007 Fundação Portugal Telecom - All rights reserved